rivalidade entre irmãos

Quem imagina que a rivalidade entre irmãos seja apenas uma ficção se enganou redondamente. Isso por que que tem mais de um sabe como é comum vermos cenas de ambos se pegando, cutucando e atormentado um ao o outro e não é fácil.
As brigas entre irmãos podem acabar prejudicando o relacionamento de ambos futuramente.

Algumas psicoterapeutas dizem que a rivalidade sem exageros é algo comum na vida das crianças contudo, sem exageros é claroque venhamfuturamente afetar os vínculos afetivos que há entre os irmãos, o amor deve permanecer sempre.
Tal rivalidade pode surgir para chamar a atenção dos pais e algumas vezes eles acabam passando dos limites.
Cabe aos pais estarem atentos as diferenças de cada um lembre-se “Que os dedos das mãos são iguais”, então cada filho deve ser tratado de maneira diferente também lavando em consideração a idade de cada um assim como suas diferenças individuais.

A integração entre os irmãos deve acontecer de maneira saudável e a criança deve estar sendo preparada para a chegada do  irmãozinho, deve ser estimulada a perceber que ambos serão amados, fazer com que ela se sinta importante. O legal seria se você a chama-se para estar presente nas rotinas da chegada do bebê, peça que a ajude a arrumar as roupinhas, o quarto, puxe ela para perto, para que assim se sinta importante e útil, desta maneira quando o bebê chegar vai perceber que há o mais novo membro da família e ele precisa de alguém especial para receber os cuidados necessários e especiais de um recém-nascido, e ninguém melhor que o irmão mais velho não é mesmo!

A rivalidade se torna mais presente a partir dos seis anos de idade, na hora de corrigir a criança limite-se a bater na mesma tecla de que ela é maior e a outra por ser menina isso não ajuda muito no aprendizado.
Temos que ser orientadores e não juízes!
Peça ajuda as experiências de familiares, tente fortalecer o vínculo entre os irmãos eles tem que se relacionar bem desde crianças para que não cresçam adultos com possíveis rivalidades.