Assaduras e os cuidados com seu bebê

As assaduras são causadas pelo contato da pele do bebê com fraldas úmidas, fezes e até mesmo com materiais plásticos que acabam ocasionando uma irritação na pele do bebê. Chamada de dermatite as assaduras podem ser graves ou leves existem 5 tipos de erupções que podem aparecer na área das fraldas e definições diferentes para as mesmas.

1-) A que deteriora a pele ao entrar em contato com fezes e urina é a mais comum e á chamada de Dermatite Irritativa, em casos mais graves como a diarréia podem deixar a pele com feridas e irritação muito grave.

2-) A Candidiase em alguns casos ela aparece após 3 a 5 dias depois do aparecimento da dermatite.
Você deve procurar um pediatra para maiores esclarecimentos pois o tratamento só à base de antimicótico não é suficiente para controlar a dermatite, candidiase e até mesmo um caso de inflamação.

3-) A mais comum nos bebês é a Dermatite Seborréica que aparecem no couro cabeludo, face, pescoço e em outras partes do corpo.

4-) A Psoríase da Área das Fraldas  muito parecida com a psoríase, placas descamativas que saõ  ocasionadas por cândida nas regiões onde há a Dermatite Seborréica .

5-) A Dermatite Atópica geralmente ficam meio camuflada pois as fraldas acabam impedindo o ressecamento que são desenvolvidas por lesões do eczema atópico. muito das vezes seu bebê após a retirada das fraldas fica com a pele esfolada e com muita coceira, isto é um sinal de eczema atópico.

Então mamãe o tratamento a ser feito para os cuidados com o bebê é muito simples:

– Você deve diminuir a umidade na região
– Fazer uma limpeza suave na região
– Usar cremes para evitar as assaduras
– Amamentar seu bebê
– E em casos graves procurar imediatamente um médico

Lembre-se que assaduras é comum em bebês mas temos que ficar em alerta e manter a higiene na pele do bebê porém, podem ser transformar em uma lesão grave caso não seja tratada adequadamente.
se a irritação da pele de seu bebê estiver muito agressiva não deixe de procurar um pediatra.
Fonte: sitemedico.com.br
Foto:  blogdaalergia.blogspot.com


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *